texto

Quando chega o fim.

19:36Huiolla Ribeiro


Sempre tive uma grande facilidade em começar textos e historias, sem me importar com o tema, amor, ódio, amizade, todos aqueles temas clichês, gosto de escrever principalmente quando eu sinto. Tudo fica bem mais emocionante quando tem um toque de realidade no meio da história. Dá pra escrever sobre o amor quando estou morta de raiva, ou sobre a tristeza quando estou completamente feliz. O negócio é sentir.

Começar é sempre fácil, em qualquer aspecto. Começar uma dieta, começar na academia, começar uma prova chata de história, começar a lavar a louça, começar a comer um sunday gigante de chocolate e baunilha, começar a arrumar o armário, começar a resolver um problema de matemática, começar uma briga, começar um desenho... Começar é simples, não é necessário esforço algum, apenas um "Q" de coragem, mas, e pra terminar? Terminar não é comigo. Fechar ciclos, colocar um ponto final.... Não.

Tenho medo do que vem depois do fim - mas se é o fim, porque deveria vir algo depois? O fim é tipo um recomeço, uma pausa gigante pra que as coisas comecem a mudar de novo. Finais geralmente causam angustia, causam tristeza, um desconforto e uma curiosidade enorme, quer dizer, quando você termina de ler um conto de fadas, e tem aquela famosa frase "e eles viveram felizes para sempre, fim", você fica tipo: E aí? o que vem depois? O principe e a princesa vão ficar feliz vinte e quatro horas por dia pelo resto da eternidade? Eles não vão tipo, brigar algum dia? Ter filhos? Não vão se desesperar quando algo der errado? E se ele perder o emprego? A princesa não tem TPM? Porque não existe um ser do sexo masculino se quer que aguente uma mulher na TPM. Então como? Como eles serão felizes para sempre? Como a frase "e eles viveram felizes para sempre" pode vir seguida do fim?  Isso quer dizer que o fim não é exatamente o fim?

E o fim, por exemplo, da vida? Morrer não é escolha nossa, mas o que vem depois? Vários estudos científicos  mitológicos feito por cristãos e gênios da física ou da química ou sei lá quem, são várias as teorias , mas não dá pra saber o que vem depois, não dá pra saber se quer se existe o depois. Então chega o fim. você para de respirar, para de sentir, você tem todos os sentidos, você tem corpo, tem alma, mas você é só algo inanimado. Você não sorri, você não chora, você não vê, você não sente, você existe, você está bem ali, mas não está ali. É o fim. Mais um fim frustrante.

O fim de um namoro e de uma amizade eu nem preciso comentar sobre o quão chato é. Todo aquele chororô, todas aquelas frases que não servem pra nada, "não é você, sou eu", "por favor, fica", "não, não termina comigo", "Chega! Já deu, acabou". ARG! É muito chato. O fim é sempre em preto e branco, parece sempre triste, sem graça. Três letras, são pequenas, tão simples, capaz de terminar uma história, uma vida, um ciclo. Só de pensar no fim já fico angustiada depressiva, desesperada, mas, é como dizem né? - dizem mesmo? O fim é inevitável.

Então como terminar esse texto? Devia ter parado no último parágrafo? O fim é uma parte da vida em que a gente simplesmente deleta, não importa o contexto, nada mais justo. Ctrl Alt Del.


You Might Also Like

0 comentários

Educação é tudo.

Popular Posts

Tumblr

Formulário de contato