texto

Anger

19:51Huiolla Ribeiro


O sangue ferve, o coração acelera, a respiração fica ofegante, a adrenalina vai a mil, o rosto fica forte e expressivo, nasce um nó na garganta e o seu dia parece que acabou naquele exato momento. Esta descrição é bem comum  no nosso dia - a - dia, mas se você ainda não entendeu o que é eu digo: Isso é raiva.

Furia, ira, ódio, crueldade... se aplicam as várias formas desse sentimento chamado raiva. A raiva é um sentimento de protesto, insegurança, timidez ou frustração, contra alguém ou alguma coisa, que é expressado quando o ego se sente ferido ou ameaçado. A intensidade da raiva, ou a sua ausência, varia entre as pessoas. A raiva pode ser um sentimento passageiro ou prolongado e uma expressão de irritabilidade e agressão humana. A raiva quando não controlada e trabalhada gera rancor, mágoa e até dor física que podem levar a doenças como depressão e estresse.

Guardar pra si essa sensação ruim só potencializa a angústia. Sentimos raiva porque não temos nossas expectativas concretizadas e daí vem a mágoa. O negócio é colocar na cabeça que o outro não tem que necessariamente corresponder as nossas expectativas, mesmo quando a causa é a injustiça ou a humilhação. Lembre - se: Nós não somos iguais.

A raiva não é totalmente ruim, ela nos faz reagir ao que nos faz mal, e nos faz querer mudar. Porém quando em dosagem exagerada provoca muito mais mal para quem a sente do que para quem a despertou. A raiva guardada vai se armazenando e tomando dimensões maiores. Por isso, na hora do desabafo, muitas vezes, aparecem mágoas do passado que estavam adormecidas e geram ainda mais confusão.

Seja por que te contrariaram ou porque você esmagou o dedinho do pé na quina no sofá, TPM ou porque alguém fez algo que você não gostou o remédio pra esse sentimento ruim pode ser encontrado fácil e até feito em casa:
  1. Conte até dez. Thomas Jefferson disse: "Quando se está zangado, conte até 20 antes de falar. Se estiver muito irritado, vá até 100".   Pessoas quando estão irritadas ficam ganham adrenalina e acabam dizendo e fazendo coisas que podem se arrepender mais tarde. Contando letamente, a sua pressão arterial e cardíaca vai voltando ao normal e isso diminui a adrenalina. Thomas Jefferson era um professor de comunicação e psicologia na universidade de Ohio, deve saber de alguma coisa né? (haha)  Parece bobagem e até idiotice, mas acredite, funciona.

  2. Faça algo que consiga te distrair (e com isso não me refiro a ralar a cara de quem te irritou na parede). Um jogo, sair de casa, terminar os exercícios da escola, atualizar alguma rede social (sem frases de raiva e indiretas ok?) desenhar, ouvir uma música, mas pense em outra coisa.

  3. Respire. Respire fundo, as respirações lentas e profundas abrandam o ritmo cardíaco e te deixam mais relaxada. Esse exercicio vale pra tirar o nervosismo o medo e a ansiedade.

  4. Se exercite. Vale qualquer exercício físico aeróbico. Quando você pratica exercício libera adrenalina, transpira, respira de forma mais ofegante sensações bem parecidas com a raiva. No entanto você vai perceber esses sintomas não estão ligados a um sentimento ruim, mas algo bom. Um exercício físico também libera endorfinas, substancias químicas no cérebro que nos ajudam a acalmar
  5. Desabafe. Fale com uma amigo, irmãos, primos, alguém que você confie e que vai te entender e te ajudar. Fale com você mesmo, reflita antes de dormir ou escreva. Escrever permite que você abranda esse sentimento ruim e te ajuda a pensar em qual a melhor forma de lidar com o problema. Quando você reage de imediato a algo, a decisão é baseada na emoção, mas, quando você para pra pensar um pouco, escrevendo você automaticamente vê as coisas com mais clareza e a chance de resolver o problema da melhor forma é muito maior.

  6. Não deixe um recado desaforado no facebook ou em uma mensagem de texto. Ninguém merece  dizer um milhão de xingamentos e coisas desaforadas na hora da raiva, discutir de cabeça quente é pedir pra se arrepender depois. Então esfrie a cabeça, escreva em algum lugar o que você tem pra dizer e guarde num rascunho pelo menos até as próximas 24 horas, depois desse tempo releia o que você escreveu e se ainda se sentir assim envie, mas lembre-se de não perder a razão, de não escrever baixarias e nem sair de si. Isso só vai alimentar a sua raiva e te deixar ainda pior.

  7. Perdoe. Mesmo se você não se esquecer do incidente, em ultima análise, perdoar uma pessoa que o tenha provocado é uma ótima maneira de dominar a raiva. O perdão pode te ajudar a parar de remoer os pensamentos que não saem da sua cabeça. Mas perdoar não significa que você tenha que aceitar que o que o outro te fez foi bom, isso só vai te ajudar a parar de consumir a raiva. Vale lembrar: Todo mundo erra.  A questão é: Essa pessoa merece um segunda chance?
Se coloque no lugar dos outros, pense, reflita, e pense de novo. 














You Might Also Like

0 comentários

Educação é tudo.

Popular Posts

Tumblr

Formulário de contato