texto

ReviraVoltas

21:19Huiolla Ribeiro


Depois de juntar suas tralhas, colocar tudo dentro de uma mala e fecha-la, depois de ter descido as escadas, abrir a porta e ter andado alguns quarteirões até a estação de trem que não ficava muito longe de casa, ela pegou o primeiro trem pra algum lugar. Se sentou em um dos poucos assentos vazios encostou a cabeça na janela e ficou assim, sem mover um único músculo por vários minutos. Ela não iria pra Hogwarts, não tinha fugido de casa, não visitaria paris nem aquela tia que não vê a anos. Calma, não se preocupe, ela não é sonâmbula, e também não está perdida - apesar de nãos saber exatamente onde está agora. 

Sabe quando tudo na sua vida está perfeito, e aí do nada tudo sai do lugar? Do nada todos os seus amigos resolvem sumir, seus pais não confiam em você e não te deixam fazer o que você tem vontade, seu cabelo está num comprimento ruim e não importa o que você faça ele está sempre horrível, aquele livro que você estava louca pra ler é horrível, e a pessoa que você mais confiava e amava, virou as costas pra você e te decepcionou. 

Nessas horas a vontade de cortar os pulsos ou de pular de uma ponte, é gigante. Você quer berrar, espernear e chorar horrores, mas você não é mais criança, o máximo que vai conseguir com isso é um bando de olhares tortos e pessoas pensando que você é uma psicopata. Você não pode pedir pra que sua fada madrinha resolva sua vida. Ela não existe! E você não pode culpar aquela garota da sua escola que você odeia, na verdade, você não pode culpar ninguém. O que te resta é parar, fechar os olhos, contar até dez e esperar que tudo dê certo.

Foi o que aquela garota no trem fez. Quando ela fechou os olhos e disse "dez" ela sorriu e disse pra si mesma que não se deixaria levar pelas tempestades. O arco iris viria logo em seguida. Seus amigos voltariam a aparecer, seus pais compreenderiam que você já tem idade pra isso e aquilo, ela e seu cabelo finalmente se entenderiam e fariam as pazes, ela acabaria encontrando outros livros e logo ela esqueceria aquela pessoa que a magoou e veria que há outras pessoas dignas de confiança e também de seu amor. Tudo vai ficar bem. Tudo vai dar certo.

É engraçado como uma janela com vista pra lugar nenhum seja capaz de fazer as pessoas chegarem a conclusões. Fodam-se os problemas! Fodam-se os tombos! Quem é que liga? Apesar de não fazer ideia de onde estava indo ela sabia que havia uma luz no fim do túnel. Onde? Quando? Ela não tinha as respostas para estas perguntas e também não sabia o que viria pela frente. Ela não fazia ideia. Na verdade, a única coisa que ela sabia é o que havia colocado em sua mala.






You Might Also Like

0 comentários

Educação é tudo.

Popular Posts

Tumblr

Formulário de contato