historia livro

O Segredo das Estrelas

20:42Huiolla Ribeiro


Soube a pouco tempo que o livro a Culpa é das Estrelas foi inspirado numa garota chamada Esther Grace e resolvi pesquisar para saber um pouco mais sobre ela e a sua história. Como certamente, boas histórias devem ser contadas, eu vou contar um pouquinho do que descobri sobre a história dela pra vocês.

Todo mundo que leu A Culpa é das Estrelas riu e se emocionou a cada página, o que muita gente não sabe porém, é que a linda história de Hazel Grace, foi inspirada na fofa Esther Grace, amiga de John Green que passou grande parte de sua vida lutando contra o câncer. John Green e Esther Grace Earl se conheceram em uma conferencia no ano de 2009 para fãs de Harry Potter, Esther era fã dos livros de Green e dos vídeos que ele e o irmão faziam, depois disso, os dois viraram amigos e John Green a acompanhou até a sua morte em agosto de 2010.

Esther (em Persa significa "estrela", e talvez seja este a razão por trás do nome do livro), nasceu em agosto de 1994, e foi diagnosticada doze anos depois, em Dezembro de 2006 com carcinoma papilar da tireoide, um tipo de câncer maligno, já com metástases no pulmão. Com isto, Esther precisou usar tubos de oxigênio para auxilio na respiração, fazendo com que se locomover se tornasse cada vez mais dificil, então ela começou a fazer amizades online e criou no final de 2008 um canal do You Tube chamado cookie4monster4. Seus vídeos tiveram milhares de acessos e acabou chamando a atenção de (imaginem só!) J.K Rowling, que mandou um desenho para ela do Chapéu Seletor com os dizeres:
“To Esther, with love and best wishes always -Jo” (Para Esther, com amor e muitas felicidades sempre – Jo)”.

No dia 25 de Agosto de 2010, após completar 16 anos, Esther faleceu. Em sua homenagem sua família criou uma fundação chamada "This Star Won't Go Out" (Essa Estrela Não se Apagará), que ajuda financeiramente famílias com crianças com câncer.

Segundo o pai de Esther, o sonho dela era ser escritora. Ela escreve histórias desde os 5 anos de idade. O pai pretendia publicar suas cartas, diários e contos de forma independente, mas primeiro apresentou o trabalho para John Green que mostrou a obra para seu editor, que decidiu publica-la junto de fotos da familia, focando nos ultimos dois anos de vida da jovem.

O livro entitulado This Star Wont Go Out: The Life and Words of Esther Grace Earl tem prefácio de John Green e anotações dos pais de Esther O livro foi lançado em Janeiro de 2014 nos EUA e já chegou aqui no Brasil também!


Em uma entrevista, John Green comentou sobre Esther e como ela o inspirou a fazer o livro que demorou 10 anos para escrito e as dificuldades que enfrentou principalmente após a morte de sua grande amiga:
Esther era uma pessoa incomum, e conhecê-la me lembrou de como os adolescentes podem ser introspectivos e ao mesmo tempo ter uma empatia estonteante. Pensar sobre essas qualidades me deu uma nova visão dessa história, que tentei escrever por 10 anos. É importante dizer que Esther era muito diferente de Hazel e que eu certamente não quis me apropriar da história dela. Mas eu jamais poderia ter escrito este livro se não a tivesse conhecido. Ela inspirou cada palavra.”
“Tentei escrever essa história por muitos anos e continuava falhando, o que era extremamente frustrante. Foi difícil por muitas razões, mas acho que a principal é que eu queria que os personagens fossem pessoas reais – engraçadas, irônicas, com raiva, inteligentes – e eu não queria perder essas características por serem personagens que estavam doentes. Isso foi difícil. Eu seguia caindo no sentimentalismo e romantizando os personagens e sua falta de sorte. Além disso, foi difícil porque eu estava triste. Triste e, francamente, com muita raiva. Isso porque Esther havia morrido, e muitas crianças morriam todos os dias por falta de comida e remédio. Isso começou a consumir minha escrita. Então, enquanto eu queria que o livro fosse engraçado, a pessoa que escrevia estava com muita dor. Porém, escrever pode ser difícil, mas é mais fácil do que 99% dos outros trabalhos. Não é uma tortura ou algo do tipo.” 


Os nerdfighters brasileiros (NerdFigther é uma definição que surgiu nos vídeos de John Green e seu irmão Hank, e significa:” Pessoas que ao invés de serem feitas de tecidos e células são feitos de algo incrível”).uniram força na internet por uma boa causa: de 17 a 20 de fevereiro acontece a "Semana Esther". Onde 10 blogs culturais mobilizam seus leitores a partir da história de superação contada em "A Estrela Nunca Vai Se Apagar", livro que conta a vida de Esther Grace. Durante esses 07 dias, dicas de doações para instituições de auxílio a pacientes com cânces, sugestões de filmes que abordam a doença e relatos de pessoas em tratamentos são alguns dos temas apresentados em posts diários. E ainda há concursos culturais administrados pelos blogueiros.  


Nota: Admito, chorei escrevendo essa postagem, o livro A culpa é das Estrelas ganhou um brilho e um significado ainda maior depois de saber os "porquês" dele.

Um recado para Esther:

Esther Grace, pesquisando um pouco sobre você aprendi lições que vou levar pra vida inteira. Você sempre será uma guerreira, um exemplo de vida e de força de vontade. Você é uma estrela da qual a luz, jamais se apagará. Obrigada por deixar que o mundo soubesse a sua história, obrigada por ensinar (mesmo sem querer) que a vida é feita para ser vivida não importa as dificuldades. Pessoas como você jamais deixaram de existir, pois sempre estarão vivas nos ensinamentos e histórias que deixaram pra trás.


You Might Also Like

11 comentários

  1. Huiolla, acabei de conhecer seu blog e só por esse post já gostei!
    Eu li o livro, achei a história maravilhosa, absurdamente intensa e emocionante em todos os sentidos dessas palavras. Amei saber desse segredo por trás do livro, realmente ele significou e fez ainda mais sentido. Me arrepiei enquanto lia a história da Esther e gostei muito de saber que há um livro contando mais sobre ela, tomara que venha logo pra cá né?!
    Beeijo
    www.strawberries.com.br
    O blog agora tem fan page, passa lá pra curtir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada linda! Fico feliz que gostou da postagem! Também me arrepiei quando soube. Esperaremos pelo livro por aqui, né? Beeeeeeijos linda

      Excluir
  2. Cara, que lindo! Chorei aqui também. Não sabia dessa história por trás do livro, que aliás do hiper atrasada para ler, mas esse agora é mais um motivo que me faz ter vontade de lê-lo.

    http://rafaeladomingueti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal né? Pode ler o livro, não vai se arrepender, pode confiar!

      Excluir
  3. Nossa, essa história realmente é linda e inspiradora, uma verdadeira guerreira. Infelizmente ainda li o livro, mais já
    decidi, tenho que ler ... obrigada por compartilhar com a gente essa linda história. Seu blog é lindo ♥

    http://garotascomovoceoficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muuuito, ela é um exemplo! muuuuuuito obrigada, AMEI SEU BLOG! ♥

      Excluir
  4. Me senti muito mal com relação à esta postagem. Não sabia que o autor havia se inspirado em uma vida real, por isso, detestava o livro e o filme. Não fazia questão alguma de ambos... retificarei isso em meu blog... =/

    BeijoBeijo
    Eu não quero ir embora, blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossaa a história é linda, emocionante e inspiradora em todos os sentidos! Leia o livro que não vai se arrepender, sério!

      Excluir

Educação é tudo.

Popular Posts

Tumblr

Formulário de contato